Alcides Fonseca

40.197958, -8.408312

BarcampPT2008

Mais um excelente evento geek em Portugal! Fuzy e a WBS organizaram a terceira edição da maior desconferência nacional.

E como este evento vive dos próprios participantes, tivemos direito às mais variadas apresentações. Começamos pelo Pedro Melo que deu uma apresentação sobre XMPP e deu bastantes sugestões de como poderiamos aproveitar este protocolo para melhorar as aplicações já existentes, ou mesmo criar novas. Fica também a nota pessoal de detestar que a Microsoft não tenha uma interface xmpp para o MSN Messenger, porque como rede mais utilizada em Portugal, é a única que me impede de desenvolver alguns projectos que tenho em mente.

A seguir tivemos um mini-curso de Scrum. Conhecia só por alto, e fiquei a saber o sistema mais por completo, com uns exemplos giros, e com uns esquemas muito marados com bolas de ténis que o Ricardo Mestre nos arranjou :)

Finalmente, como bons geeks que somos, Pizza! seguida de uma sessão de hacking. Desde o tradicional poker com arduínos humanos, openid e emails sem password Couchdb a correr com TraceMonkey, e eu aproveitei para terminar o código da apresentação do dia seguinte.

Domingo começou bem, depois do almoço pago, tivemos uma série de apresentações interessantes, das quais algumas só apanhei metade devido ao paralelismo de sessões. O Pedro Custódio ensinou-nos a atacar as torres gémeas com aviões com um bocadinho de Interaction Design pelo meio. Recomendo vivamente a apresentação, e se possível o vídeo se for disponibilizado pela organização.

Depois o Bruno Pedro deu umas dicas para f**** dinheiro1 e o Bruno Amaral falou do SocialMediaCafé, uma ideia que pretende ser o “Orpheu”:http://en.wikipedia.org/wiki/Gera%E7%E3o_de_Orpheu do século 21. De facto vai de encontro ao que já tinhamos pensado fazer, mas tinhamos pensado em ir pelo god, embora talvez o socialmediacafe não fosse também uma má oportunidade para Coimbra.

Depois gostei de ver a coragem da Patrícia Furtado que sendo o primeiro barcamp (e ainda por cima uma das apenas duas mulheres presentes2) avançou para a frente sem nada previamente preparado e presenteou a malta de informática com conceitos e dicas de design. Já que acabamos muitas vezes por fazer designs para a web, já agora aproveitamos e fazemos alguma coisa bonita.

Fui para o auditório de cima para o sprint semântico, começando pelo “Bernardo Raposo” sobre RDFa, o André Luís sobre portabilidade de atenção por redes sociais, e finalmente a minha demo (que graças ao Murphy correu mal, mesmo testando meia hora antes) sobre a portabilidade de contactos em redes sociais. Quando tiver tempo escrevo um post dedicado ao assunto ao pormenor, mas se alguém quiser o código, basta pedir.

Ainda apanhei um bocadinho da apresentação do Fred sobre como a informática se pode comparar a outras áreas e como podemos extrair informação disso, exemplificando com a arquitectura.

Enfim, mais um fim de semana que nos lembra que ser geek não é estar enfiado num cubiculo o dia todo em frente ao portátil, mas sim o espírito de descoberta, e de partilha de conhecimento.

1Ok, na realidade ensinou-nos dicas para ter algum dinheiro de parte, para o “investir-mos” como quisermos, embora o que estivesse mais focado, fosse o começo de uma startup, que foi o caso dele.

2É bom que a organização tenha em atenção este pormenor para o ano!